Pin It button on image hover

20 dezembro, 2014

Cookietone - O cookie natalino!

E dai que hoje foi um daqueles dias que me deu uma vontade enorme de comer  cookies. Tenho uma receita basicona que nem lembro de onde tirei mas é a que sempre faço quando quero comer cookies e essa não tem erro.

Eis que não tinha extrato de baunilha em casa e acho que cookie sem aroma de baunilha não é cookies.

Dai que a única coisa que me restou na geladeira era uma esquecida e quase no fim essência de panetone e pensei: Porque não né??!!

Bingo!! Nasceu o Cookietone, um cookie com o gostinho característico do panetone.

A massa ja sei que é incrível e ficou muito legal com o cheirinho e sabor do panetone. Boa idéia para presentear os amigos e parentes!!

Receita super fácil, rápida e saborosa!

COOKIETONE


Ingredientes:
125g manteiga com sal amolecida 
110g açucar (1/2 xícara)
90g açucar mascavo (1/3 xícara + 2 colheres de chá bem cheiass)
1/2 colher de chá de essência de baunilha
1 ovo grande
250g de farinha de trigo
1 colher de sopa rasa de fermento em pó
200g gotas de chocolate ou chocolate picado  (1 xícara)

Faz Assim: Pré-aqueça o forno a 180°C. Forre uma assadeira com papel manteiga. Bata a manteiga, os açucares e a baunilha até ficar claro e fofo. Adicione o ovo e bata até misturar bem. Peneire a farinha e adicione à mistura de manteiga junto com as gotas de chocolate e o fermento e mexa até tudo estar bem misturado.
Com a ajuda de uma colher , faça bolas da massa e coloque na forma, deixando-as distantes uma das outras. Pressione levemente cada bola.
Asse por 13 a 15 minutos, ou até os cookies dourarem levemente mas ainda estarem macios (eles irão endurecer conforme forem esfriando). Quanto mais assar, mais crocantes irão ficar.

Maravilhosa essa receita e o legal é que dá pra variar a massa com os ingredientes que você quiser para dar sabor ao cookie. Experimente com pedacinhos de chocolate branco, frutas vermelhas e cream cheese, sensacional!!

Beijinhos

Carolina

06 dezembro, 2014

Massa Básica para Panetone - Rogério Shimura

Acho que TODAS que amam cozinhar ja tentaram ao menos uma vez na vida reproduzir uma receita de panetone.

O troço difícil esse de ficar gostoso viu, nossa!! 

Vou ser bem sincera, mesmo com os Ofner, Kopenhagen e afins da vida, o meu predileto sempre foi o Bauducco, acho que não tem um com macies igual. Sabemos que ha muita química mas eu adoro e é sempre nesse que me baseio quando vou tentar uma receita.

E depois de anos na tentativa e decepção eis que novamente, esse ano, sai em busca da receita perfeita. Já joguei logo no Shimura pra ver se obtinha algum sucesso já que japa é um fera na arte dos pães.... e não é que dessa vez bombou!!

A receita é super fácil, não leva ingredientes cabalísticos e não é demorada, temos que entender também que cada massa tem seu tempo e um clima bem quente coopera muito pra isso!

Olha só:

MASSA BÁSICA PARA PANETONE




Ingredientes

Esponja

  • 1 e 3/4 xícara(s) de chá de farinha de trigo (200 g)
  • 4 tablete(s) de fermento biológico fresco ou 2 sachês de fermento seco granulado (20 g)
  • 200 mililitro (ml) de água (200 g de água)


Recheio

  • 300 grama(s) de uvas passas escuras
  • 400 grama(s) de frutas cristalizadas ou,
  • 500g de gotas de chocolate



Massa

  • 6 e 3/4 xícara(s) de chá de farinha de trigo (800 g)
  • 1 xícara(s) de chá de açúcar (180 g)
  • 1 colher(es) de sobremesa rasa de sal (5 g)
  • 1 colher(es) de sobremesa rasa de lecitina de soja (5 g)
  • 9 gemas (180 g)
  • 3/4 tablete(s) de manteiga (150 g)
  • 3 colher(es) de sopa de leite em pó (40 g)
  • 3/4 xícara(s) de chá de água (160 g)
  • 1 colher(es) de sobremesa de essência de panetone (10 g)

Modo de preparo

Esponja

Misture todos os ingredientes. Deixe a massa descansar sobre uma superfície untada e coberta com filme plástico por cerca de 30 minutos.

Massa

Coloque em um recipiente fundo a farinha de trigo, o açúcar, a lecitina de soja, a gema, a esponja, e o restante da água. Acrescente o sal e depois a manteiga. Em seguida, bata a massa até atingir o ponto de véu. A massa vai ficar lisa e homogênea.

Nesse momento, adicione o recheio, misturando lentamente. Porcione a massa em cinco partes e deixe descansar por 20 minutos.




A seguir, modele a massa e a coloque nas respectivas formas. Deixe a massa fermentar até faltar um dedo da borda da forma.

Leve ao forno pré-aquecido a 160°C, por cerca de 30 minutos.

Rendimento: 5 panetones de 500 g cada. (no meu caso foram 3 de 500g e 6 de 150g)





Claro que não ficou irmão gêmeo do da Bauducco mas o resultado me surpreendeu bastante. Não fiz com a Lecitina de Soja pois aqui não dura nem 2 dias mas se sua intenção for vender ou fazer antecipado pra dar de presente não deixe de usar!!

COBERTURA: Fiz um glacê básico super simples só pra dar um tchan: Coloque um tanto de açúcar de confeiteiro numa tigela e esprema meia laranja. Misture e adicione água bem, bem aos poucos e vá mexendo ate ficar na consistência que você quer. Eu deixei ele bem durinho pra não ficar muito transparente e secar rápido. O gostinho de laranja fica incrível!! Decore a gosto!

Espero que tenham gostado e tentem a reprodução em casa!!

Beijokas

Carolina

01 novembro, 2014

O meu Baião de Dois

Pense numa pessoa que tem um pé na terrinha????

Apesar da descendência milanesa, tenho certeza absoluta que tenho algum antepassado lá pelas bandas do Nordeste, sou uma apaixonada pela culinária regional nordestina em geral. Creio eu que se morasse por lá teria o dobro do meu peso (vixxiii).

E um dos meus pratos prediletos, esse provindo do Ceará, é o Baião de Dois.

Comi pela primeira vez o prato lá no restaurante do Rodrigo Oliveira, o Mocotó e na semana seguinte ja estava reproduzindo em casa.

No dia que comi, o Rodrigo sentou com a gente na mesa e "meio" que passou a base do prato. Suficiente para eu reproduzir o meu que comecei a fazer sem pegar receitas por ai.

Por isso digo que é o MEU baião de dois. 

A receita é como todas as outras, mas são os pequenos detalhes que faço que creio que fazem a diferença.

Eu não tenho medidas dessa receita, faço como manda o evento no dia. Então vou passar uma média dos ingredientes, ok?

BAIÃO DE DOIS DA CAROL



Ingredientes:

1kg de carne seca dessalgada, cozida e desfiada
200gr de feijão fradinho
200gr de feijão de corda
2 pacotinhos de queijo de coalho
3 xícaras de arroz cozido
3 colheres de sopa de manteiga bem cheia
1 colher de sopa de azeite
4 dentes de alho picadinhos
2 cebolas grandes cortada em cubinhos
4 tomates sem sementes cortado em cubinhos
Sal e pimenta do reino
Gersal
Azeite
Coentro fresco a gosto
Pimenta biquinho a gosto

Faz Assim: Eu faço toda a receita por partes. Acho que fica mais fácil estando tudo já preparado e depois só finalizar. Eu não costumo deixar a carne seca de molho pra dessalga pois não tenho paciência e as vezes decido fazer em cima da hora, então...Corto ela em cubos e levo ferver por 3 vezes, trocando a água a cada nova fervura. Isso já é o suficiente para dessalgar. Cozinho a carne na panela de pressão por 1 hora (veja se a sua já está bem macia senão deixe mais um pouco). Escorro e enquanto vou desfiando, já vou tirando toda gordurinha. Reserve a carne.

Cozinhe os dois feijões juntos, apenas com água, sal e umas duas folhas de louro. O feijão fradinho e o Feijão de corda tem o mesmo tempo de cozimento. Verifique o ponto após 20 minutos pois o feijão tem que estar macio porém firme. Se ainda estiver durinho demais, deixe mais um pouco. Escorra, passe em água fria e reserve.

Tire os queijos do palito e corte em quadradinho. Coloque numa frigideira antiaderente com um fio de azeite e grelhe dos dois lados, deixe bem douradinho. Faço em pequenas porções para que todos fiquem douradinhos dos dois lados por igual. Reserve.



Cozinhe o arroz como de costume, com os seus temperos. Tem que ficar bem soltinho e aldente também. Afofe ele com um garfo e reserve.

Eu faço o baião de dois em panela de barro, acho que dá um sabor especial além de ser lindo para apresentar na própria panela a mesa, mas use a que você tiver, 

Na panela, aqueça a manteiga com o azeite. Frite o alho e logo em seguida a cebola. Junte o tomate e a carne seca desfiada. Refogue por uns 3 minutos. Junte os feijões e o queijo coalho grelhado. Coloque nessa hora todos os seus temperos (menos a pimenta biquinho) sal, pimenta, o gersal, um pouco mais de azeite e o coentro picado. Mexa bem, deixe bem misturadinho. Cuidado com o fogo pra não queimar. E cuidado pra não mexer demais e começar a desmanchar os grãos de feijão. Por ultimo, acrescente o arroz e misture bem, Quando estiver bem quentinho, salpique mais um pouco de coentro fresco rasgado com as mãos, enfeite com as pimentas biquinho e regue azeite. Sirva imediatamente. Se tiver em panela de barro, leve a panela a mesa!!

ps* O Gersal é um tempero que pode substituir o sal, mas muito mais saudável. Como aqui o sal tem que ser reduzido por causa das "pressões" sempre coloco pouco sal e um pouco do Gersal pra dar mais sabor!

Receita maravilhosa, que faz sucesso e não dá trabalho. Basta uma salada e uma mandioquinha frita como acompanhamento. Ou sozinha mesmo, ja é perfeita!!

Façam e me contem!!

Beijokas

Carolina

26 outubro, 2014

Coxinha de Liquidificador

E naquelas andanças intermináveis por receitas novas, acabei me deparando com essa de coxinha de liquidificador.

E já que estamos na época das coxinhas, onde os eleitores inteligentes estão sendo tachados de coxinhas, não teria dia mais propício para postar essa receita.

Apesar de ser uma massa de liquidificador, ela também vai ao fogo para cozinhar.

E gente, eu até tinha minhas duvidas pois a massa fica um pouco molenga, mas é justamente o que a deixa gostosa e macia!!! Não se desesperem pois a textura fica molinha mesmo, mas da pra enrolar de boa. Receita aprovadíssima!!! 

Olha só:

COXINHA DE LIQUIDIFICADOR



Ingredientes Massa:

1 litro de caldo de legumes
2 gemas 
1/4 de xícara de óleo
2 colheres de sopa de iogurte
2 colheres de sopa de requeijão
5 1/2 xicaras de farinha de trigo

Ingredientes recheio:

100gr de manteiga
1 cebola roxa pequena picada
3 dentes de alho picadinho
500gr de peito de frango cozido e desfiado
Sal, pimenta de reino, açafrão
Salsinha picadinha
1/2 copo de requeijão

Como faz

Massa: Bata todos os ingredientes no liquidificador menos a farinha. Coloque a mistura numa panela e leve ao fogo baixo. Vá acrescentando a farinha aos pouco e cozinhe até desgrudar do fundo da panela. Despeje sobre uma superfície de pedra untada com manteiga e deixe esfriar.



Recheio: Derreta a manteiga e refogue e cebola e o alho. Junte o frango desfiado e coloque os temperos a gosto. Junte o requeijão, misture e reserve.

Montagem: Unte as mãos com óleo pra modelar as coxinhas pois esta massa é super molinha. Modele as coxinhas, recheie e passe na farinha de rosca, no ovo batido e na farinha de rosca novamente.
Frite em uma panelinha com óleo o suficiente para cobri-las e bem quente. Frite em pequenas porções, no máximo umas 4 por vez. Escorra em papel absorvente.



Eu nunca vi alguém que não gostasse de coxinha e essa aqui é muito boa!! 

Façam e me contem!!

XoXo

Carolina

06 outubro, 2014

Festilval de Bruschettas - 4 versões com o Queijo Brie Ile de France

Bonjour les filles, comment allez-vous?

Pensei dias o que faria de muito bom com o Queijo Brie Ile de France que ganhei no EG3 da AllFood Importadora.




Muitas idéias passaram pela minha cabeça e ai Voilá, BRUSCHETTAS!!

Fiz 4 combinações super bacanas, utilizando o brie e todas ficaram sensacionais!! Mas antes, olha que bacana a história dessa delícia!

"A Bruschetta tem sua origem vinda dos trabalhadores rurais italianos, quando o pão era o único alimento que havia em abundância e uma forma de aproveitar o pão velho, atribuindo a ele outros ingredientes.

   O termo Bruschetta (pronuncia-se brusqueta) é originário das regiões do Lazio e de Abruzzo, derivada da palavra "bruscato" que significa tostado ou torrado, quer seja no forno ou na grelha. Há também outros nomes para bruschetta, como "Fetunta", na região da Toscana, aí derivado das palavras "fetta unta", isto é, fatia untada, no caso, com azeite de oliva.

     A clássica bruschetta é feita com uma fatia de pão italiano rústico, de farinha escura e grossa, de casca dura, tostada na grelha, esfregada com alho, untada com abundante azeite e polvilhada com sal e eventualmente com pimenta-do-reino.

     Há, porém, incontáveis variações para se preparar uma boa bruschetta. Na Toscana, o pão local, feito sem sal é guarnecido com "fagioli al fiasco", ou seja, feijão branco cozido com ervas e alho ou então, com "cavolo nero", couve picado bem fininho e aferventado em água e sal.

     Como os pães italianos são diversificados, variando de região para região, a brsuchetta possui sabor e aparência com características distintamente regionais. Na Puglia e na Campania, por exemplo, é feita com um pão crocante, chamado "frisella" ou "frisedda". Na Calábria, Sicília e Basilicata, a bruschetta é feita com um pão comprido de semolina e sementes de gergelim, guarnecido com tomates, azeite e orégano.

     Embora certas guarnições seriam mais adequadas para determinados tipos de pães, pode-se garantir uma boa bruschetta, somente com um bom pão e um azeite de oliva de boa qualidade. A pimenta-do-reino moída na hora, também dá um sabor especial. Ainda, prefira tostar o pão na grelha, a torrá-lo no forno. Ele fica macio por dentro e com uma casca crocante externamente. Se usar queijo e quiser derretê-lo, coloque as bruschettas em forno alto, por alguns minutos, isto impedirá que o pão endureça.


    Pode-se até organizar uma festa, somente com bruschettas, utilizando-se quatro a cinco tipos diferentes, com sabores e cores distintas, acompanhadas, é claro, de um bom vinho. Tente alguma das receitas que oferecemos na seção Antipasti e Bevande. Se não encontrar o pão indicado, use outro qualquer de sua preferência e crie sua própria receita."

FESTIVAL DE BRUSCHETTAS




BRUSCHETTA DE SHIMEJI
Pão Italiano em rodelas 
Azeite de Oliva
Shimeji
Manteiga
sal e pimenta do reino
Shoyo
cebolinha picada
Queijo Brie Ile de France
pimenta rosa
gergelim branco



- Primeiro o shimeji: Lave-os bem, tire o talo mais duro e solte-os um dos outros. Numa frigideira, derreta manteiga de boa qualidade e coloque os shimeji. Saltei durante uns 5 minutos até que fique bem macio. Acrescente uma dose pequena de shoyo, apenas pra dar cor e salgar. Tempere com pimenta do reino e finalize com cebolinha picada e reserve. Coloque as fatias de pão italiano numa assadeira. Regue com azeite e coloque uma fatia fina de queijo brie. Coloque uma colherada de shimeji e leve ao forno pré-aquecido a 180°C por uns 10 minutos. Retire do forno e finalize salpicando o gergelim, a pimenta rosa e regue com azeite. Sirva quentinha!



BRUSCHETTA CAPRESE
Pão Italiano
Azeite de Oliva
Alho batido
Queijo Brie Ile de France
Tomate em cubinhos sem sementes
Manjericão picadinho
sal e pimenta do reino
Folhas de manjericão 
Redução de Balsâmico
Crocante de presunto cru

- Passe um pouquinho do alho batido em cada rodela de pão italiano e regue com um pouco de azeite. Coloque uma fatia de queijo brie por cima e leve ao forno pré-aquecido a 180° por uns 10 minutos. Enquanto isso, misture o tomate em cubinhos, o manjericão picadinho e tempere com o sal e pimenta. Deixe numa peneira pra que escorra bem a água do tomate. Quando os pães estiverem prontos, retire do forno e coloque uma colherada bem servida do tomate sobre cada um. Finalize com algumas gotas da redução de balsâmico, azeite e salpique o crocante de presunto cru. Decore com uma folha de manjericão!
Como fazer o crocante de presunto cru AQUI



BRUSCHETTA TRADICIONAL DE PRESUNTO CRU
Pão Italiano
Azeite de oliva
Queijo brie Ile de France
Flor de sal
Rúcula
Fatias de presunto cru

- Regue as fatias de pão italiano com azeite, coloque as fatias de queijo brie e leve ao forno pre-aquecido a 180°C por 10 minutos. Retire, coloque duas folhas de rúcula sobre cada fatia, uma fatias generosa de presunto cru e regue com azeite e salpique flor de sal com moderação. 



BRUSCHETTA CROCANTE DE PÊRA
Pão italiano
Azeite de oliva
Queijo Brie Ile de France
Fatias de Pêra Fritas
Geléia de sua preferência
Folinhas de tomilho

- Começe pelas pêras: Corte as pêras em fatias finas e frite-as em óleo bem quente até dourar. Reserve sobre papel absorvente e reserve. Regue as fatias de pão italiano com azeite, coloque as fatias de queijo brie e leve ao forno pre-aquecido a 180°C por 10 minutos. Retire o forno, coloque 3 fatias de pêra sobre o pão e uma boa colherada da geléia que você escolher. Eu usei a de capim Cidreira da Companhia das Ervas e ficou incrível. Finalize com umas folinhas de tomilho.


DICAS:
- Eu sempre salpico um pouco de algum tipo de sal por cima de todas quando estão prontas. Flor de sal, sal rosa, sal negro, apenas pra dar um leve salgadinho extra e pra sentir as bolinhas crocantes do sal!
- Use um pão italiano de ótima qualidade, os duros demais não são bons! 
- Não deixe os pães torrarem demais no forno, como já é italiano, se passa do ponto não fica legal!
- regar as bruschettas com azeite na finalização é imprescindível!! 

Todos aprovaram TODAS!! Delicia de refeição, extremamente saborosa e muito simples! E o mais bacana é que você pode criar e inventar os recheios que mais lhe agradam!!

Você quer saber mais sobre a AllFood e suas delícias? Acesse:
http://www.allfood.com.br/

Espero que tenham gostado!!

Xoxo

Carolina