26 agosto, 2015

Coletivo Gastronômico - Barquinhas de Salpicão

E o tema do mês de Agosto pra a Blogagem Coletiva não poderia ser mais legal! 

Comidinhas de Festa Retrô

Adoro essa coisa do antigo, do "vintage", é muito gostoso voltar ha anos atrás e pesquisar as comidas que eram servidas nas festinhas de aniversário, e mesmo quando éramos crianças, ter aquela sensação reconfortante de retornar algum tempo do passado.

Aproveitamos o B-Day da nossa confeiteira master Sandra, pra montar uma mesa bem bacana, cheia de guloseimas da vovó!

Minha escolhida para a participação esse mês foi a Barquinha de salpicão. Quer coisa mais "old" que barquinha??? Além do que é bom demais, se conseguirmos comprar de uma marca descente, as barquinhas são crocantes e sequinhas, um espetáculo!

Optei pelo salpicão pra diferenciar um pouco da maionese de legumes, pois o molho é o mesmo.

Super simples e prático de fazer, agrada adultos e crianças, é sucesso garantido na certa!

BARQUINHAS DE SALPICÃO



Ingredientes:
1 caixa de barquinhas (ou barquetes) 40 unidades
Ciboulette para finalização

Salpicão:
1 peito de frango cozido e desfiado
3 cenouras médias raladas
2 maças verde grandes cortada em cubinhos
Vinagre de vinho tinto
Lemon Pepper e Sal

Para a maionese:
3 ovos
Sal e Pimenta do reino à gosto
1 colher de sopa rasa de mostarda
Suco de meio limão rosa
Òleo de soja



Salpicão: Numa tigela grade coloque o frango desfiado, as cenouras raladas, a maça em cubinhos e tempere com o vinagre, a lemon pepper e o sal a gosto. Misture tudo muito bem e reserve.

Maionese: No liquidificador coloque os 3 ovos em temperatura ambiente, tempere com sal e pimenta do reino, junte a mostarda e o suco de limão. Deixe já ao lado o pet de óleo aberto. Tampe o liquidificador e tire a tampinha que sai do meio da tampa. Ligue na menor velocidade e conte até 5. Comece a despejar o óleo em fio pelo buraco da tampa, sem parar de bater até atingir a consistência desejada, Tem gente que prefere a maionese bem grossa, já outros preferem mais ralinha. Vai do seu gosto. Assim que engrossar como você deseja, desligue e despeja a maionese na tigela com os outros ingredientes. Misture tudo muito bem e transfira para uma tigela com tampa. Conserve na geladeira até a hora de colocar nas barquinhas.

Montagem: Encha as barquinhas apenas no momento de servir, pois se você fizer muito tempo antes, a massa vai amolecer e, se estiver muito quente, a maionese pode azedar fora da geladeira por algumas horas. Finalize com um pedacinho de ciboulette!

Fica sensacional, todo mundo morre de amores por essa barquinha. Tenha como um coringa na manga!

Dá uma olhada como a festa estava encantadora!!
















E esse mês, nossas outras receitas de Festa Retrô estão aqui:

O que Temos Hoje Elisa? - Empanada Galega de Frango
Mosaico de Receitas - Bolo Salgado de Frango
Se eu Fiz você Faz - Batatinha em Conserva
Gastronomia & + - Ovos Recheados (Deviled Eggs)
Cozinha da Gertrudes - Mousse de Salame
Artes da Mel - Geléia de Pinga
Lab Culinário - Cachorro Quente Batido
Burburinho na Cozinha - Bolinho de Arroz
Panela & Paixão - Beijinho de Coco

22 agosto, 2015

Bolo de Laranja e Erva-Doce - Fácil e Delicioso!

Adoro esses bolinhos de vó, simples e rápidos. 

Numa tarde de final de semana, no café da manhã ou a qualquer hora que der vontade, ter um bolo desses por perto é tudo de bom!

Essa receitinha é daquelas que saem da cabeça e acabam dando tão certo que anoto as medidas usadas.

Tinha umas laranjas pera pela fruteira hoje e estava morrendo de vontade de comer um bolinho com aquela casquinha de açúcar. E também estava super cansada, então teria que ser algo bem fácil.

Corri para o liquidificador, o salvador da pátria!!

Laranja com casca e tudo e uma perfumada erva-doce pra finalizar! Quer saber como? Olha ai:

BOLO DE LARANJA E ERVA-DOCE


Ingredientes:
1 laranja pera
1/2 xícara de óleo
2 ovos
1/2 pote de iogurte
2 xícaras de farinha de trigo
1 pitada de sal
1 colher de sopa de fermento em pó
2 colheres de sopa de erva-doce

Glacê: 
1 xícara de açúcar impalpável
Suco de uma laranja

Faz Assim: Pré-aqueça o forno a 180°. Unte e enfarinhe uma forma de buraco no meio e reserve. Lave bem a laranja e seque. Corte em 4 partes e tire as sementes e a parte branquinha do meio. Coloque no liquidificador com os ovos, o açúcar e o óleo e bata por 5 minutos. Enquanto bate, peneire a farinha com o fermento e o sal numa tigela. Junte a erva-doce. Após bater os 5 minutos, junte essa misura batida à farinha e misture bem com um batedor. Despeje na forma e asse por + ou - 40 minutos ou até dourar. Retire do forno e deixe esfriar.

Para o glacê, vá adicionando aos pouquinhos o suco de laranja ao açúcar impalpável, mexendo bem a cada adição até obter uma mistura grossa porém, que permita você passar sobre o bolo. Não deixe muito líquida para não escorrer demais, e nem muito grossa pra dificultar o passar sobre o bolo. Decore com raspas de laranja e sirva!


Dica: Não coloque o glacê sobre o bolo ainda quente pois o açúcar irá derreter e escorrer muito. Com ele frio, o açúcar seca bem rapidinho!

Olha ai minha gente, ainda dá tempo de fazer pro maridão amanhã, domingão preguiçoso! Um agradinho às vezes vai bem né não!!

Beijinhos

Carol Biffi

24 julho, 2015

Trio de MilkShakes - Cookies, Paçoca e Creme de Avelã

Daí que estamos entrando na última semana de férias da pirralhada e olha, tem que ser de circo pra entreter a garotada todo dia, o dia inteiro.

E eu não sei se são só os meus, mas meus filhos parecem que tem um buraco negro infinito no "panceps", comem, comem, comem e sempre estão com fome, misericórdia!

Final de semana passado trabalhei numa feirinha gastronômica, onde havia um Food Truck de MilkShake, na verdade uma Food Kombi, rsss. Claro, provei alguns sabores e meus filhos também!

Piraram e fui obrigada a reproduzir as bebidas em casa. Fiz três sabores dos mais pedidos lá na feirinha e ficaram INCRÍVEIS!

Mas de onde surgiu o MilkShake?



"Quando a palavra milkshake foi primeiro usada na imprensa, em 1885, os milkshakes eram uma bebida alcoólica com whisky Entretanto, por volta de 1900, o termo foi referido como uma bebida batida feita de xarope de chocolatemorango ou baunilha. No início da década de 1900, as pessoas começaram a pedir pela nova bebida, frequentemente acompanhada de sorvete. Nos anos 1930, os milkshakes se tornaram muito populares nas malt shops, típicos pontos de encontro de estudantes na época"

Aproveite esse finalzinho de férias e prepare essa bebida refrescante e extremamente deliciosa pra criançada, sucesso garantido!

BLIZZARD MILKSHAKE



Ingredientes:
3 bolas de sorvete de creme
3 bolachas Oreo ou Negresco
100ml de leite integral
2 bolachas Oreo ou Negresco quebradas para decoração

Faz Assim: Bata o sorvete com o leite e as 3 bolachas no liquidificador até misturar bem. Sirva num copo bem bonito e salpique 2 bolachas picadas por cima.

PEANUT MILKSHAKE



Ingredientes:
3 bolas de sorvete de creme
100ml de leite integral
1 colher de sopa de Paçoquita Cremosa ou Creme de Amendoim
4 paçocas de rolha ou em quadradinho (2 para bater e duas para decoração)

Faz Assim: Bata o sorvete, o leite, a Paçoquita e 2 paçocas no liquidificador até misturar bem. Sirva num copo próprio e salpique duas paçocas esmigalhadas por cima.

CHOCOLAT MILKSHAKE



Ingredientes:
3 bolas de sorvete de creme
50ml de leite
2 colheres de sopa de creme de avelã bem cheia (eu usei o da Hershey's)

Faz assim: Bata o sorvete, o leite e o creme de avelã no liquidificador até misturar muito bem. Passe creme de avelã com o dedo em toda borda do copo para decorar e sirva o milkshake.

*Cada receita rende uma taça grande de milkshake, ok?!

Os três maravilhosos!! Vai bem de lanche da tarde ou a hora que der na telha! E seja criativo, invente, crie o seu sabor. Tenha sempre como base o sorvete de creme e o leite. O sabor você pode brincar com o que quiser!! Use caldas de sorvete para decorar os copos por dentro, confeitos para as bordas, chantilly e cerejas para o topo e não esqueça o canudão! 

Taí, uma boa ideia pra agradar a criançada nas férias (e os adultos também)

Façam e me contem!!

Ah, agora sempre que você reproduzir uma receita aqui do My Flavors, fotografe e publique no Instagram marcando o @myflavorsblog. Todas serão repostadas e divulgadas no nosso Instagram! Participe da nossa comunidade!

Beijinhos

Carol


20 julho, 2015

Creme de Couve-Flor com Ervilhas Frescas, Repolho-Roxo e Tiras de Frango

Hoje o My Flavors começa a fazer parte de um novo projeto. Um projeto que surgiu de uma grande amizade e de uma necessidade em fazer crescer nossos blogs.

É muito difícil para quem cuida da casa, filhos e trabalha manter um blog. Primeiro porque falta tempo, joia rara nos dias de hoje. Segundo, porque pouca gente dá valor. No meu caso, não ganho um centavo pelo que faço, tenho tudo como um hobbie e faço porque gosto. Mas como as vezes vemos que falta um retorno do público leitor, isso acaba desanimando.

Mas um sopro de vida nova surgiu e juntamente com  mais 18 amigas criamos o Coletivo Gastronômico. Todo mês escolheremos um tema e cada participante irá criar uma receita. Isso irá nos ajudar mutuamente e com isso queremos conquistar mais união entre nós, as blogueiras.

No final de cada post, linkaremos todas as outras receitas dos outros participantes. Um grande grupo com gente muito bacana e receitas deliciosas!

E claro, com esse inverno que chegou gritante, o tema do mês de julho não poderia ser mais propício, SOPA!

Depois de muito pensar e analisar, decidi pela minha criação. Elaborei um Creme de Couve-Flor com algumas guarnições que deixaram esse prato saboroso e lindo! O ingrediente principal dessa receita é a couve-flor, escolhi essa linda hortaliça pelos diversos benefícios que ela traz a saúde:

- A couve-flor é uma hortaliça pertencente à mesma espécie dos brócolis.

- É bastante indicada para aqueles que buscam manter uma dieta saudável e equilibrada.

- É riquíssima em sais minerais como o cálcio e o fósforo e possui uma boa quantidade de vitamina C.

- Possui baixíssima quantidade de sódio e pouquíssimas calorias.

- Nela são encontradas as vitaminas A, B1, B2, B5 e C.

- Ela apresenta os seguintes sais minerais: potássio, cálcio, enxofre, sódio, fósforo, magnésio, silício, cloro e ferro.

- Além de muito nutritiva, a couve-flor é um alimento de fácil digestão.

- Não possui restrição e é indicada para todas as idades

Além de todos esses benefícios, o creme ficou super saboroso e é muito simples de fazer. 

Além do que a apresentação ficou show com o contraste das cores. Sucesso na certa! Olha que bacana:

Creme de Couve-Flor com Ervilhas Frescas, Repolho-Roxo e Tiras de Frango



Ingredientes:
(para 2 porções)

50g de bacon de lombo em cubinhos
1 cebola pequena em tiras finas
1 tomate pequeno sem semente em cubinhos
2 folhas de louro
1 colher de sopa de manteiga extra
1 couve-flor média lavada e separada em buques
1 colher de sopa de conhaque ou whisky
600ml de caldo de legumes ou frango quente (caseiro, se não tiver, pode ser apenas água)
1 bouquet garni*
1 xícara de creme de leite fresco
1 xícara de ervilha fresca (usei a congelada)
Sal, Pimenta do Reino e Nóz Moscada
Lemon pepper e suco de limão para o frango
Azeite e Flor de Sal para finalização



Decoração: repolho roxo em tiras bem finas, tiras de peito de frango, algumas ervilhas frescas

*Bouquet Garni: O bouquet garni é um amarrado de ervas que usamos para dar sabor e aromatizar nossos caldos, sopas, fundos e o que mais quisermos. Escolhemos ramos de algumas ervas (tomilho, alecrim, manjericão, salsa, coentro, alho poró, louro) juntamos tudo num "punhadinho" e amarramos um com um barbante. Deixa-se uma ponta longa no barbante para que as ervas fiquem na panela e o barbante pendurado do lado de fora. Na hora de tirar é só puxar o barbante. Fácil, muito simples mas que faz uma grande diferença no sabor do prato!



Como faz: Na panela que você irá fazer a sopa, comece fritando o bacon. Quanto estiver bem douradinho, retire e coloque sobre papel absorvente. Reserve.
Na mesma panela coloque a manteiga e doure a cebola. Assim que estiver num tom dourado claro junte o tomate, as folhas de louro e refogue por 1 minuto. Junte os buquês de couve-flor e deixe dourar por uns 5 minutos. Junte a bebida escolhida e deixe o álcool evaporar. Junte o caldo quente, o buquê garni (não esqueça de deixar o barbante pendurado pra fora da panela pra poder retirar facilmente no final) e, assim que ferver, abaixe o fogo, tampe metade da panela e deixe cozinhar até a couve-flor ficar bem macia, mais ou menos 30 minutos.


Retire o bouquet garni da panela, as folhas de louro e passe tudo para o liquidificador. Bata até ficar bem homogêneo. Se você preferir, pode apenas pulsar para que fique alguns pedacinhos de couve-flor no creme. 
Volte tudo para a panela, junte as ervilhas, o bacon frito, o creme de leite e tempere com sal, pimenta do reino e nóz moscada. Assim que começar a ferver, abaixe o fogo e cozinhe até encorpar, uns 25 minutos. 
Quando estiver faltando uns 10 minutos para você servir o creme, prepare o frango. Corte o peito em tirinhas e tempere com limão, sal e lemon pepper. Frite por imersão em óleo bem quente até dourar. Escorra e reserve. 

Montagem: Coloque o creme no prato, coloque um montinho de repolho-roxo no centro e arrume as tiras de frango em volta do repolho. Salpique algumas ervilhas frescas, regue um fio de azeite sobre o repolho e salpique um pouquinho de flor de sal. Sirva bem quente. 



Dica: Vai muito bem com um belo pão italiano e algumas lascas de grana padano! E se gosta de picância no prato, salpique um tiquinho de pimenta calabresa, fica show!

Esse creme ficou arrasador, a combinação de sabores ficou mais que perfeita! Façam sem medo!

Abaixo seguem os links de todos os outros participantes do Coletivo Gastronômico do Mês. Visitem e conheçam essas outras sopas arrasadoras:




O que Temos Hoje Elisa? - Sopa de Carne com Legumes
A Casa Encantada Blog - Sopa de Mandioca com Carne Seca
Se Eu Fiz Você Faz - Creme de Abóbora com Gorgonzola
Artes da Mel - Creme de Feijão Branco com Linguiça Portuguesa e Páprica
Gastronomia & + - Caldinho de Feijão
Minha Marmita Tem - Sopa Irlandesa
Better Call San - Creme de Batatas Aveludado com Bacon
Cozinha da Gertrudes - Sopa Vermelha (Tomate e Beterraba Assados)
Burburinho da Cozinha - Caldo de Camarão
Ana Cláudia na Cozinha - Sopa Creme de Pinhão
Panela e Paixão - Sopa de Capeletti e Linguiça
 Feijão no Prato - Sopa Creme de Legumes com Nata
Delicious by Mari - Sopa de Chocolate
Gordices - Caldo Verde
Experimente+ - Sopa Creme de Abóbora Japonesa


Beijinhos

Carolina

03 julho, 2015

Batata Brava

Essa é uma daquelas receitinhas que sempre tenho na manga para ocasiões especiais e que requer medidas rápidas e boas.

A batata brava é um petisco espanhol que já vi em muitas casas por aqui e cada um faz de uma maneira diferente. Levam essa nome pois são bem picantes, servidas com molho de pimenta e alho. 

Essa é minha receita de Batata Brava que faço sempre e todos adoram aqui. Vai bem com carne, frango e mesmo só como um aperitivo. Pode ser apenas uma batata assada para quem vê mas os temperos deixam esse prato com um sabor incrível e único.

Gosto de usar a batata Asterix (casca avermelhada) ou a Baraka (são as que vem com a casca suja de terra ainda na feira, contém menos água, o que facilita a crocancia).

Não ha a necessidade mas sempre faço uma maionese de ervas pra acompanhar, mesmo se você fizer para acompanhar alguma carne. Vamos lá:

Batatas Bravas



Ingredientes:
Batatas Asterix ou Baraka: A quantidade varia pelo tanto que você vai querer fazer!
Azeite
Grãos de mostarda
Páprica picante
Sal grosso
Pimenta do reino
Alecrim seco
Alho picadinho frito

Como faz: Lave bem as batatas e corte-as no sentido do comprimento em 4 partes, com a casca. Leve cozinhar em água com sal até ficar al dente. Escorra bem e deixe esfriar. Coloque-as numa assadeira e coloque todos os temperos (menos o alho) na quantidade desejada. Regue com o azeite e misture muito bem com as mãos para que todos os pedaços fiquem completamente envolvidos. Leve assar em forno pré-aquecido a 200°C até que fiquem bem douradas. Retire do forno, coloque na travessa de servir e salpique com bastante alho frito!



Sirva imediatamente!

Maionese de ervas

Tem gente que tem muita dificuldade em fazer maionese em casa, diz que desanda e nunca faz. Se você seguir exatamente como eu explicar, não tem erro! É muito fácil e muito simples. 

Pra ser uma maionese normal, basta não colocar a erva!

Enfim, escolha a erva de sua preferencia. Nessa eu usei coentro fresco. Mas você pode usar salsinha, cebolinha ou várias. Fica a seu critério!

No liquidificador coloque: 1 ovo, 1/2 dente de alho, 1 colher de café de mostarda, sal, pimenta do reino, 1 colher de chá de suco de limão e um punhado da erva escolhida. Já deixe um pet de óleo de canola aberto do lado. Ligue o liquidificador na velocidade mais baixa e deixe bater bem pra erva ficar bem misturadinha, uns 30 segundos. Sem desligar o liquidificador, pelo buraco menor da tampa, vá adicionando o óleo em fio, até atingir a consistência desejada do molho. Assim que endurecer bem, desligue o liquidificador e transfira o molho para um potinho! Super simples!

E é isso! Essa batata fica show de bola, faz muito sucesso e é bem simples de preparar. 

Por hoje é só!

Beijinhos

Carolina